Blog novo - Acesse

Pessoal, a partir de hoje, esse blog ficará inutilizado. Para saber o motivo peço que você click neste link.


Você terá uma surpresinha... ehehhe


Abraços.

Saiam todos do meu caminho

Depois de um final de ano cheio de festas e de expectativas e esperanças, a vida começa voltar ao normal. Os planos que estavam enterrados no meu coração começam a brotar e trazer um novo fôlego de vida em cada amanhecer.

Nesta primeira semana do ano, não tem sido fácil encarar o medo de um futuro incerto. No meu coração só me resta a garra, a vontade de vencer e a escolha que um dia eu fiz.

Em todos os réveillons faço projetos para o ano que se inicia, alguns se concretizam e outros mudam no percurso. Durante o caminho percebo que alguns desejos eram banais ou se transformaram em sonhos maiores. Sou um sonhador, não tem jeito...

A minha mente e coração neste momento suspiram vontade de viver, de ser melhor, de conquistar. Sempre que estou passando por momentos não favoráveis aos meus sonhos tento aquecer esses sentimentos dentro de mim, sempre funciona. Desta vez, não vai ser diferente.

Estou assistindo a minissérie global Maysa, logo no primeiro capítulo, a personagem disse duas frases que me impactaram. A primeira foi essa: "Vejo um futuro lindo, branco, sem fim e cheio de esperança".
´
É exatamente assim que vejo a minha vida: cheia de certezas, esperança e paz.

A segunda frase, a personagem diz segundos antes do carro em que ela está dirigindo bater na ponte Rio - Niterói, no Rio de Janeiro. Na vida real, o acidente ceifou a vida da cantora Maysa.

Veja que lindas palavras: "O futuro é que me interessa. O que passou, passou...

Saiam todos do meu caminho, estou indo em direção ao meu futuro "...

Ao ouvir essas palavras, meu coração saltou com mais força dentro de mim. É isso que eu quero pra mim! Sai tristeza, incerteza, desilusão e mentiras... Saiam todos! Estou indo em direção ao meu futuro!

Veja a cena em que a personagem diz a frase e o acidente que matou a cantora Maysa

Feliz Natal

 

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre
os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus
Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Do aumento deste principado e da
paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o
fortificar com juízo e com justiça, desde agora e para sempre; o zelo do
Senhor dos Exércitos fará isto." Isaías 9: 6-7

A profecia do profeta Isaías chega aos nossos dias com um significado mais
que especial. Ele se refere a Jesus como o príncipe que carregaria todo o
governo em seus ombros e que seu reino jamais teria fim. Entre tantos
atributos que ele dá a Jesus, ele o chama de Príncipe da Paz.

Neste dia, desejo que a que esse reino de justiça chegue aos nossos lares e
que a paz que excede todo o entendimento tome conta de nossos corações,
pois, para isso que Ele veio ao mundo: trazer o seu reino paz, alegria e
justiça dentro de nossos corações.

Feliz Natal a todos!
Amo vocês
.

Adorando

 

Existem fotos que marcam as nossas vidas, nos fazem refletir, pensar no passado e no futuro.  Eu particularmente adoro fotos!

No último dia 2 de dezembro, a igreja na qual eu sou membro, promoveu um evento com os jovens. Logo de manhã eu levantei e fui para lá. Tivemos um tempo oração e adoração diante de Deus. Fui muito quebrantado e abençoado naquele dia.

O que me surpreendeu foi a foto que tiraram de mim nesta ocasião. Já me vi bebendo, rindo, zuando, mas nunca adorando a Deus, acho que ficou linda. Confesso que chorei na hora que eu vi.

É assim que eu quero estar pelo resto da minha vida, adorando o Pai da Criação. Te amo, Senhor!

Como agradecer?

 

O texto abaixo foi escrito por mim em nome dos universitários do Programa Escola da Família. Ficou lindo. Obrigado a todos!

 

É importante, sempre, saber agradecer a quem nos fez bem, a quem nos ajudou, aqueles que estiveram conosco na hora da alegria e da dor. Nosso coração tem que saber agradecer aqueles que de forma direta ou indireta nos abençoou.

 

Sei que neste momento algumas histórias vão parecer iguais. Então não se surpreenda se parecer que a sua vida será relatada nessas palavras.

 

Foi um período de tempo em que as emoções se manifestaram de formas tão intensas em nossos corações...  Estar perto de pessoas tão especiais, nos fez crescer e amadurecer. Ser observado pelo jeito de trabalhar nos fez responsáveis e gratos.

 

As histórias de nossas vidas são similares. Todos tinham sonhos e projetos que não saíam da mente, a vontade de ser uma pessoa melhor tomava conta de nossos corações, sem dinheiro para pagar uma universidade, resolvemos dedicar nossos finais de semanas às comunidades dessa cidade em troca do pagamento do curso. E o resultado disso...

 

Foi cansativo? Foi.

Foi stressante? Foi. Porém a vontade de vencer era maior do que qualquer coisa e no meio desse caminho desabrochamos, aprendemos que para ser alguém na vida é preciso esforço e dar valor nas pequenas coisas.

 

As horas de trabalho dentro de uma instituição de ensino abriram os nossos olhos para a realidade. Percebemos que existem histórias lindas e que precisam ser contadas através de nossas vidas. Existem pessoas que precisam de nossa atenção e carinho. Constatamos que em todo esse tempo dentro da escola nos fez uma coisa: uma família.

 

Ser família é compreender aquele que está do nosso lado. Ser família é estar junto nos momentos de decisão e projetos.

 

Todos nós que somos bolsistas desse projeto, queríamos apenas passar pelo Programa Escola da Família e sair rapidinho cumprindo “tabela”, mas não deu. Essa família entrou em nossas vidas de forma tão especial, tão intensa, que nunca mais seremos os mesmos. Ficamos marcados pelas pessoas que conhecemos, pelos educadores que investiram e acreditaram em nós.

 

Agora, como agradecer? Gratidão é algo que está no coração apenas de pessoas que entenderam o propósito de passar por certa situação... Então, neste momento quero agradecer a todos do Programa Escola da Família, porque entendi que sem vocês não alcançaria meus sonhos, sem esse apoio jamais seria um profissional formado com a visão do mundo que tenho.

 

Agora, me faltam palavras, apenas uma vem em minha mente: a gratidão.

 Muito obrigado!

 

Minha turma é 10

 

Quando eu era criança e alguém me perguntava o que eu queria ser, prontamente eu respondia: “Quero ser médico”.  Adorava a área biológica, mas tinha muita afinidade com a língua portuguesa. O tempo passou, cresci e me tornei jornalista.

 

Hoje foi o grande dia! Apresentei meu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) e tiramos a nota 10. Quase tivemos um “piri-paque” de alegria. Valeu a pena! Foi demais!

 

É tão bom olhar para os últimos quatro anos e perceber que todo o esforço, cansaço, noites sem dormir, não foram em vão, agora sou (quase) formado. Não dou valor no diploma, (orgulho em dizer que tenho curso superior)  pois sei o que me qualifica são outras coisas, acontece, que eu sou apaixonado pela profissão que escolhi e estou contente demais por ter a chance de atuar nessa área.

 

Tenho ainda muitos “leões para matar”, mas estou muito otimista. Sei que Deus me guiará até o fim e as coisas se completarão até o final do ano.

 

Abaixo algumas fotos da defesa do TCC.

 

 

Depois do sufoco...

Estão todos convidados

 

Amanhã apresento meu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) e convido a todos que acessam esse blog para prestigiar o nosso trabalho. Será no Unitoledo, no Núcleo de Práticas Jurídicas, às 11h. Olha nosso convite. Na verdade, ele não foi impresso por falta de dinheiro, mas coloco aqui para vocês conhecerem.

 

Ufa! Enfim, jornalista!

 

 

Turma da bagunça

 

Nós passamos quatro anos juntos. Em algumas situações nos odiamos, nos alegramos e nos amamos.  Agora que tudo está no fim, sinto o meu coração apertado e já começo trazer à memória os melhores momentos que vivemos juntos, parece um filme...

 

Na última semana, tiramos fotos para o álbum de formatura. Todos foram vestidos com traje social e pra variar nos divertimos muito, e fizemos muita bagunça, até o fotógrafo reclamou: “Eita turma que não fica quieta”. rs

 

Encerrando ciclos

 

A nossa vida é feita por ciclos. Alguns deles são felizes e outros tristes demais.

Desde a morte da minha vó eu travei, não conseguia escrever, perdi a conta de quantas vezes me sentei em frente ao computador para escrever qualquer coisa, mas não conseguia, agora, acho que essa fase passou e estou retornando...

 

É importante saber quando um ciclo em nossa vida se encerra, não podemos ficar presos nele, ficar remoendo o passado e sofrendo a dor daquilo que já passou. A vida continua!

 

E por falar nisso, "a vida é uma caixinha de surpresas" (lembra do Joseph Climber?) e nos reserva experiências maravilhosas ao decorrer dela. Diante de tantos sentimentos em meu coração, a vontade de viver muito mais e vivenciar as promessas tem inundado a minha alma.

 

Neste sábado, 29, irei apresentar meu Trabalho de Conclusão de Curso, um vídeo-documentário sobre a violência doméstica contra a mulher, intitulado "Em Nome das Marias". A ansiedade toma conta do meu coração, porém, estou feliz por terminar esse ciclo.

 

Foram tantos momentos de alegria, conhecimento, crescimento...  A faculdade realmente é a melhor fase de nossas vidas e as amizades que construímos nesse período dura para sempre.

 

Até sábado postarei aqui pensamentos e aflições desse projeto de jornalista que até que enfim conseguiu concluir a faculdade. Tenho tantas coisas para escrever, mas no momento creio que essas poucas palavras resumem tudo.

 

Logo volto.

Dia sem cor

 

 

 

Tive um professor de literatura que dizia que a beleza do dia estava no nosso coração, e a "cor" do momento vivido era pintado conforme a nossa emoção. Hoje, a cor do meu dia é cinza, preto, apesar de estar ensolarado.

 

Minha avó paterna, Terezinha Mangas, faleceu em Belém do Pará de aneurisma cerebral por volta das 5h da manhã desta terça-feira (11) e deixou nossa família assolada. Como todas as mulheres da família, minha avó era batalhadora, guerreira, mas seu diferencial era a  fé incondicional em Deus. Lembro-me de quando eu era criança ela fazia algumas orações antes de dormir.

 

Essa mulher iluminada morava em Belém e isso dificultava um pouco as nossas visitas, mas os laços de amor que nos envolviam permaneciam...

 

Neste momento, quero trazer à memória aquilo que me dá esperança. Lembro-me de uma visita que minha vó nos fez quando eu tinha 10 anos, antes de ir embora, ela começou cantar a música "Está chegando a hora", composição de Rubens Campos. A letra ilustra bem o que sinto na minha alma.

 

Fique com Deus minha vó querida, guardamos em nossos corações somente momentos de alegria em sua presença. Você era iluminada, linda e uma grande mulher. Te amo, sinto saudades...

 

Quem parte leva

saudade de alguém,

que fica chorando de dor

Por isso, não quero lembrar

quando partiu meu grande amor

 

Quem parte leva

saudade de alguém,

que fica chorando de dor

Por isso, não quero lembrar

quando partiu meu grande amor

 

Ai ai ai ai, tá chegando a hora

O dia já vem raiando, meu bem

Eu tenho que ir embora

Ai ai ai ai, tá chegando a hora

O dia já vem raiando, meu bem

Eu tenho que ir embora

 

Mô, digna

 

Já relatei nesse blog de como eu sou abençoado por Deus por viver rodeado de amigos. São pessoas maravilhosas na qual deposito minha alegria e  confiança. Poderia contar por horas a fio de como sou feliz por ter amigos.

 

Nesta segunda-feira, 10, é aniversário da Mônica Gasparini, uma mulher maravilhosa, que a gente costuma resumir em uma palavra: digna.

 

Ser digno para nós é ser transcendente, especial, incomum... Conheci essa mocinha em um churrasco da turma de publicidade e propaganda da Unip há dois anos. Desde desse dia nunca mais nos separamos e apesar da correria do dia-a-dia, quando nos encontramos ficamos um bom tempo conversando amenidades.

 

A “Mô” é publicitária e uma mulher vencedora. Cada dia mais ela se torna uma profissional notável.

 

Sou seu fã. Feliz Aniversário!

 

Essa foto foi tirada em 2007 na formatura dela

 

Yes, we can and I have a dream

 

A vitória de Barack Obama à presidência do EUA emocionou muita gente ao redor do mundo, inclusive a mim. Ele se tornou a promessa de um mundo melhor para muita gente.

 

Durante a campanha, a frase mais usada e que impregnou nos eleitores foi “Yes, we can” (Sim, nós podemos). Obama incorporou um slogan de inclusão e tolerância, num estilo em que ele faz o apelo e espera a resposta, e funcionou...

 

Nos anos 60, Martin Luther King, líder negro e visionário fez um lindo discurso que ficou intitulado como “I have a dream” (Eu tenho um sonho). O enunciado é lindo e cheio de profecias acerca de sua nação. Todas as vezes que eu ouço me emociono e me dá saudades dos heróis do passado.

 

Nesta semana que passou, o mundo se encheu de esperanças com a eleição de Obama, e depositaram nele a fé. Eu espero que realmente seja...

 

Obama já fez história, mas tem um longo caminho a percorrer. Eu espero que em todo o percurso ele decida com eqüidade e razão.

 

No final eu quero dizer: “Nós conseguimos, porque tínhamos um sonho”.

 

Assista ao discurso de Martin Luther King

Teste de afinidade amorosa

 

Eu recebo muitos e-mails por dia e alguns e nem chego a abrir, simplesmente excluo.

Um dia desses, eu recebi um que tinha o título de “teste de afinidade amorosa”, eu por curiosidade resolvi fazê-lo.

 

Claro que na hora fiquei pensando que eu era um idiota em fazer, que deveria excluir imediatamente aquela idiotice, mas fiquei muito curioso...

 

Para chegar ao resultado final, tinha que preencher alguns campos em branco e no final uma grande surpresa: dê uma olhada.

 

Os tontos

 

Quem me conhece sabe que eu sou demasiadamente extrovertido e às vezes chego a ser irritante. Mas sabe o que me aconteceu? Encontrei uma amiga pior que eu: a Lívia Gaspar.

 

No começo a gente quase não conversava na Folha da Região, mas o tempo foi passando e fomos encontrando afinidades, como por exemplo, a “tontice”. rs

 

A Lívia é moleca, divertida e chora por qualquer coisa. Eu morro de rir...

Por isso e por muito mais fiz essa homenagem. A foto abaixo foi tirada antes da gravação de um telejornal na facul.

 

Pra variar a gente estava fazendo besteira! rs

 

 

 

 

Jornal da Hebe

 

Eu não gosto de ridicularizar ninguém, mas quando a própria pessoa ri de suas “peculiaridades”, aí eu me deixo escarnecer.

 

O vídeo abaixo mostra a Dona Solange, mais conhecida como a gaga de Ilhéus, no programa da pré-histórica e múmia rhá, Hebe Camargo. Rs

 

Confesso que chega ser constrangedor ver essa senhora gaguejando tanto, mas também é muito engraçado. No YouTube tem vários vídeos de suas gagueiras e suas peripécias. É muito hilário.

 

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, ARACATUBA, CENTRO, Homem, de 20 a 25 anos, Cinema e vídeo, Sexo
Yahoo Messenger -
Visitante número: